Atualizando informações ...

Medo Dó de Medo Monstro

Ref: 9788579330353
 
* Aqui sua compra é 100% segura, compre com tranquilidade.
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Descrição Geral

Sinopse:

O monstro mancha se pendura na cortina e fica se balançando pra lá e pra cá. Será que ele tem boca, olhos, nariz? Ninguém sabe ao certo. Mas uma coisa é certa, esse monstro é uma coisa estrambótica que adora cortinas e tem braços tão compriiiiidos que parecem arrastar no chão, ou encostar no céu, ou se enganchar nas nuvens. Quer conhecer o monstro mancha? Abra rapidinho as páginas desse livro, mas cuidado, porque ele pode pular em você!

Você tem medo de que?

Quantos medos você tem?

E o medo? Será medo de alguma coisa?

Em Medo dó de medo monstro você vai descobrir coisas incríveis sobre os medos

e monstros. Quer ver só?

 

Temas:

Medo, Suspense, Terror

 

Gênero:
Conto


Literatura:
Infanto-juvenil

 

Autor:
Hermes Bernardi Jr.

 

Ilustrações:

Hermes Bernardi Jr.

 

Páginas:

40

Acabamento:
Brochura

ISBN:

978-85-7933-035-3

 

Ano de Edição:
2012

Idioma:
Português

Produto Digital:
Não

Dimensões:
23 x 17


Editora:
Zit Editora

 

Os Autores:

 

Hermes   escreve há 13 anos para crianças. Tem vários títulos publicados e, além de

ser escrevinhador, em 2009 ele virou Illustrator. Hermes estuda há sete anos no Atelier Livre, em Porto Alegre, cidade onde mora, em uma rua cheia de árvores, gentes, prédios, algumas sombras e muita luz.

Para o livro Medo dó de medo monstro, H criou imagens com peças de quebra-cabeças, tangrams, volumes, colagens, traços de nanquim em preto e branco, sobreposições de transparências e efeitos de luz e sombra, como a vida de tantas crianças e adultos lhe parece, às vezes. O texto Medo dó de medo monstro nasceu do seguinte trecho que H leu em O gato e o escuro, do moçambicano Mia Couto, seu autor preferido: ?Aconteceu assim: o gatinho gostava passear-se nessa linha onde o dia faz fronteira com a noite. Faz de conta o pôr do sol fosse um muro. Faz mais de conta ainda os pés felpudos pisassem o poente.?

Comentários

Produtos visualizados

Carregando ...